Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

VICE DA ERC

"Vice" da ERC acusado de pressionar jornalista

Acusado de pressionar jornalista

- Arons de Carvalho garante não se lembrar do caso.

- Situação – José António Cerejo divulgou a história passada há 20 anos, quando ainda estava ao serviço do jornal “Público”. 

Sandra Rodrigues dos Santos – CM 01-02-2017

A história tem mais de vinte anos, mas só esta semana o jornalista José António Cerejo, agora aposentado, decidiu torná-la pública, “para mostrar como os políticos usam o acesso às direções dos meios de comunicação social para pressionar os repórteres.”

Na época dos factos relatados por Cerejo, então ao serviço do público. Arons de Carvalho, à data vice-presidente da bancada parlamentar do PS, terá ligado ao director do jornal para acusar o jornalista de “estar empenhado, nas páginas do jornal”. Numa campanha pessoal contra a presidente da Câmara de Sintra, a sua correligionária Edite Estrela.”

“ Pessoal, dizia ele, porque a Câmara me teria embargado UMAS OBRAS, ILEGAIS NO CONCELHO”recordou Cerejo em conversa com o CM.

 Cerejo afirma, que políticos usam o acesso para pressionar.

  “O director do jornal contou-me o sucedido e eu mostrei todas as licenças que tinha da câmara e enviei uma carta em que anexava cópias dessas licenças que tinha da câmara e enviei uma carta em que anexava cópias dessas licenças a Arons de Carvalho”, adianta o jornalista, que decidiu partilhar esta história agora que está reformado, em forma de denúncia de “um comportamento típico e não raro dos políticos em Portugal nas relações com a imprensa”.

Contactado pelo CM, Arons de Carvalho, actual vice-presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), garantiu não ter memória do caso, não me lembro de nada e mesmo que me tenha enviado uma carta foi há mais de vinte anos, não me recordo mesmo” sublinhou.