Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

UMA CAUSA NACIONAL

 

O mal já está feito e o País continua a arder! Este é o clamor da Igreja pedindo medidas adequadas à extrema situação de hoje, que vai arrasando a vida e a continuidade deste cantinho que nos abriga!

“Por favor, usem os poderes de que estão empossados a bem do sossego deste pobre povo. Usem esse poder não olhando aos interesses partidários mas, acima de tudo, como servidores do país e do seu povo. Tudo o resto é efémero. Nada há mais poderoso e eficaz que um povo inteiro unido pela mesma causa!

Chegou a hora do país inteiro gritar bem alto: “basta de fogos florestais”. Basta de tantos fogos a destruírem um País multissecular! Este País está a arder, há semanas, meses, anos e séculos numa calamidade impiedosa. Hoje é pior do que qualquer das outras crises anteriores!”

Sem esquecermos o assalto ao Paiol em Tancos, não podemos esquecer-nos das famosas parcerias público privadas, nas quais se admitem (privados ou privadas), sem qualquer escrúpulo! Nas escolas, saúde, transportes etc., esta palavra (privados), causa muitos engulhos aos políticos de esquerda! Os pagamentos do Estado para estes senhores privados das PPP, durante os próximos vinte anos atingem 19 mil milhões de euros sem juros! Quem os assinou em nome do Estado é, ou será sempre, quem gere aquelas ditas empresas privadas! Quem ler com frequência a nossa imprensa, detecta amiúde coisas como esta:

 “De 1 de Janeiro até meados de Agosto foram contabilizadas 11 537 ocorrências de fogo florestal que destruíram 166 mil hectares de floresta, mais 48 mil hectares ardidos que em igual período do ano passado! Meu Deus, quanta madeira ardida e, mesmo assim, a nossa economia ainda crescerão 2,8% neste ano?

Enquanto importará tão grande volume de madeira ardida? Quem suportará tais custos o dono, ou o País que deixará de receber boa quantia pela sua não exportação!

Mais de 17 milhões para os lesados de Pedrógão Grande. Fora os outros que faltam.

Os heróis de tudo isto são sem dúvida os nossos bombeiros. Em tão grande quantidade de operacionais qual a percentagem de bombeiros voluntários versus municipais?

No final de contas não será de estranhar tantos incêndios. Não poderemos esquecer que este País é um verdadeiro matagal! Nele nada se limpa, nem sequer um simples quintal! As terras que há anos eram lavradas, gradadas, alquevadas e seguidamente semeadas, já o não são! Terá isto, alguma influência na taxa de crescimento da nossa economia? Enquanto tudo estiver debaixo da inteligência e saber de certos doutores, decerto não tem! Mas o matagal será cada vez maior, para já não falarmos do “maldoso e criminoso eucalipto da direita”!

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D