Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

UM CASAMENTO NORMAL

 

Tudo pode fazer  com que você  dias antes da cerimónia se pergunte se está pronta para dar este passo, se é o momento certo, se você realmente está fazendo a coisa certa. Essas questões podem fazer você se sentir culpada ou até pensar que é uma má pessoa por ter dúvidas, justamente agora.

Juramento feito é preciso ficar atento e observar o outro com um olhar novo, sempre. O sexo diminui em qualquer relação duradoura. Cai no comodismo, o tempo passa, as pessoas envelhecem, diminui a descoberta e tudo isso nos deixa sem vontade de agradar.

No início, há aquele fogo e a paixão, mas eles passam e dão lugar a um relacionamento estável, em que a qualidade vale mais do que a quantidade. Romantismo, surpresas, fantasias e brincadeiras são bons temperos.

Já depois do casamento, Uma das coisas mais devastadoras e destrutivas que pode acontecer a um casamento é o coração partido que fica depois de uma traição. Agora que acabou – acabou mesmo – você quer juntar as coisas de volta.

O primeiro a fazer é perguntar a si mesmo se quer realmente ficar junto. Se você não quer continuar junto, é melhor terminar com respeito e gentileza do que prolongar o sofrimento. Se vocês dois têm boa vontade, o casamento pode ser recuperado com tempo e paciência dos dois lados.

São inúmeras as questões que podem ser levantadas sobre um casamento normal! Um experimentado pároco adiantou outros dados que recolheu da sua longa experiência, tais como:

- O que acontece muitas vezes, é que mesmo as pessoas casadas vivem como se o não fosse e as empresas não têm a mínima consideração pela família.

- Os jovens acreditam que o conceito família é uma utopia. Geralmente juntam-se para ver o que é que vai dar.

A culpa dos divórcios é de todos nós. Os casais casados, ou juntos, não sabem o que é serem fiéis um ao outro, por isso o problema não é o casamento ou o divórcio, é as pessoas terem consciência da vida em conjunto.

- A Igreja Católica está a remar contra a maré e às vezes não tem sido coerente com a sua exigência. Há muitos casamentos pela Igreja só pela cerimónia.

- Pode recusar alguns casamentos, eu próprio já recusei, mas não adianta nada, porque os casais acabam por contrair matrimónio na mesma.

- Penso que vão existir cada vez mais divórcios. Há centenas de casais que estão divorciados de facto e não legalmente e esses não entram nas estatísticas.

As cerimónias nupciais são um momento lindo: Um momento muito emocionante durante a cerimónia de casamento (seja qual religião for) é o momento do juramento dos noivos. Um fica de frente para o outro... Mãos dadas... Trocas de olhares... Coração batendo acelerado... Lágrimas que descem pelo rosto... Momento intenso de muita emoção e amor!

Porém nada neste mundo é perfeito! O casamento também o não é. Mas é dele que a vida continuará, mas como? Entendendo-se e desculpando, mutuamente, a bem da Família e da Humanidade.