Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

TRABALHO DIGNO

Desenvolvimento sustentável, trabalho digno e empregos verdes

Título: Desenvolvimento sustentável, trabalho digno e empregos verdes

Autor: OIT
Edição: OIT
Ano: 2013

O presente relatório aborda dois dos desafios determinantes do século XXI: assegurar a sustentabilidade ambiental e transformar em realidade o sonho do trabalho digno para todos. Mostra não só que é urgente resolver estes dois grandes problemas, mas também que eles estão intimamente ligados e devem ser tratados em simultâneo. Não há dúvida de que a degradação ambiental e as alterações climáticas vão obrigar cada vez mais as empresas e os mercados do trabalho a reagir e a adaptarem-se às novas circunstâncias, mas sem a contribuição ativa do mundo do trabalho nunca se conseguirá
que as economias sejam sustentáveis do ponto de vista ambiental.
O meio ambiente e o desenvolvimento social são dois elementos indissociáveis que não podemos continuar a abordar como dois pilares independentes do desenvolvimento sustentável. Este enfoque integrado converte o interesse na sustentabilidade ambiental numa grande oportunidade para o desenvolvimento, com mais e melhores empregos, maior inclusão social e menos pobreza. É possível obter resultados positivos, adotando políticas específicas para cada país, aproveitando as oportunidades que surjam e enfrentando os desafios identificados neste domínio, através da integração da problemática ambiental, social e do trabalho digno e de uma transição fluida e equitativa para uma economia sustentável. Na verdade, talvez seja nos países em desenvolvimento e nas economias emergentes que surgem as maiores oportunidades de progressão.
Tornou-se evidente a urgência de romper com as políticas habituais que defendiam “crescer primeiro e limpar mais tarde”. A maioria das instituições políticas internacionais, como a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE), o Banco Mundial e o Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA), alertaram para a urgência de mudar de rumo. A necessidade de adotar uma abordagem integrada foi destacada no documento final da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável 2012 (Rio +), onde também se chamou a atenção para o facto de o trabalho digno ser um dos objetivos centrais e um dos motores do desenvolvimento sustentável e de uma economia mais amiga do ambiente.
A OIT e os seus mandantes sempre favoreceram e apoiaram ativamente o desenvolvimento sustentável e este novo impulso da comunidade internacional oferece à OIT uma oportunidade histórica para desempenhar a sua missão e ao mesmo tempo
contribuir para criar economias sustentáveis do ponto de vista ambiental. Os mandantes da OIT podem aproveitar esta etapa do processo de mudança estrutural no sentido de um modelo de consumo e de produção sustentável para criar oportunidades de emprego de qualidade, em grande escala, ampliar o nível adequado de proteção social, fomentar a inclusão social e fazer cumprir os princípios e direitos fundamentais, com benefícios para as gerações atuais e futuras.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.