Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

SEM RESPEITO POR NINGUÉM

O ESTADO DOS PARTIDOS

Hélder Marques de Sá

25/07/2013

Para: axmartinsdaluz@gmail.com

Cc: lino.rodrigues@sapo.pt, isidrodebrito@facebook.com

 

Caro Alexandre Luz,

Após a tertúlia desta noite em Queijas não poderia deixar de desabafar sobre as ocorrências e discorrências da pré-campanha no concelho e em Queijas.

Considero uma falta de respeito pelos actuais eleitos do PSD na Assembleia de Freguesia de Queijas, Hélder Sá e António Parreira, eleitos em 11 de Outubro de 2009 nas circunstâncias que são do conhecimento do Alexandre e do Ricardo. E não só.

As desconsiderações já vêm do passado recente em que nas visitas efectuadas às várias instituições da freguesia o signatário foi ignorado, nem sequer lhe foi dado conhecimento; aliás, não é caso único, o mesmo aconteceu em outras freguesias.

Estive presente hoje porque recebi na minha caixa de correio um convite generalista da JSD, que ainda por cima não tinha a hora do evento. Apesar do meu problema de saúde fiz um esforço para estar presente. Os representantes do PSD na Assembleia de Freguesia de Queijas deveriam ter recebido um convite personalizado ou, no mínimo, um telefonema.

O candidato à União de Freguesias de Carnaxide e Queijas deveria, por uma questão de educação e respeito, ter convidado pelo menos o 1.º eleito do PSD na Assembleia de Freguesia. O Dr. Moita Flores e o candidato Isidro de Brito deveriam na sua alocução ter referido a presença dos eleitos do PSD na Assembleia de Freguesia, Hélder Sá e António Parreira e, também, por respeito a quem foi Presidente de Junta eleito pelo PSD no mandato 1997/2001, Sr. António Reis Luz.

Sem humildade, sem respeito e consideração pelo presente e pelo passado do PSD em Queijas e pelos que por ele deram a cara, não há Ambição que nos valha.

Como referi na minha intervenção para além de passar a “pasta” queria partilhar os 4 anos de mandato dos representantes do PSD e a postura da maioria relativa do IOMAF.

O Ricardo Rodrigues enquanto vereador com o pelouro dos cemitérios acompanhou o processo do crematório de Barcarena; eu e o António Parreira, na qualidade de eleitos do PSD, acompanhamos igualmente o processo, que está parado com os prejuízos daí decorrentes para Queijas (e Barcarena). E pareceu-me que o candidato Isidro de Brito não está ao corrente do processo do crematório. Quer ele, quer o Dr. Moita Flores, quando vierem a ser questionados, com mais propriedade em Barcarena e em Queijas, sobre o que vai acontecer ao crematório e ao incumprimento por parte do empreiteiro e entidade que o vai explorar (Tomás de Oliveira, Empreiteiros), o que é que vão responder? Que a Junta de Barcarena vai tomar posse administrativa da obra executada ou, a exemplo, das PPP do Governo central ou das PPPI de Oeiras, os prejuízos vão ser assumidos pelas actuais freguesias de Barcarena e de Queijas?

Sobre a mobilidade e falta dela em Queijas (é inaceitável que não haja uma ligação directa de transportes públicos entre a sede do concelho e Queijas) não se podem dizer trivialidades. Os dossiers devem ser estudados. No início deste ano o IMTT (que ficou com as competências da Ex-Direcção-Geral do Transportes Terrestres) renovou o contrato de exploração com a VIMECA. Portanto, dizer-se que se vai falar com a VIMECA não é nada, a actual Junta falou com a VIMECA, a Câmara falou com a VIMECA e o Governo via IMTT renovou o contrato de exploração com a VIMECA sem passar cartão à Câmara e à Junta!

No actual quadro legal só há uma possibilidade: a Câmara constituir os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos, a exemplo do Barreiro, Coimbra ou Braga. Não há qualquer outra possibilidade.

Quero acreditar que o candidato Isidro de Brito já tenha falado com a Provedora da Santa Casa, Dra. Eduarda Godinho, que lhe dirá o número funcionários que a Junta de Queijas tem no Infantário “O Traquinas”, que gerido pela SCMO em parceria com a CMO e JFQ.

Estou disponível para partilhar e passar a “pasta” ao candidato Isidro de Brito. O que eu tenho a transmitir também serve para o Dr. Moita Flores, por isso o pedido de reunião a três (ou a 4): Dr. Moita Flores, Dr. Isidro de Brito, Helder Sá e António Parreira. O Sr. António Reis Luz, a meu pedido, está disponível para ajudar, aliás como referi num email recente. É um apoio de peso a considerar.

O que as Pessoas querem é a resolução de factos concretos: crematório, transportes, centro geriátrico de Laveiras, centro geriátrico de Porto Salvo. Quais as propostas de Moita Flores, de Isidro de Brito, de Custódio Paiva, de Jóia da Silva e de Vítor Marques.

Mais informo que por uma questão de respeito para com a minha pessoa, para com o António Parreira e para com o ex-Presidente António Reis Luz, só voltarei a estar presente em Queijas em actos da campanha desde que formalmente convidado na qualidade de eleito do PSD.

Como não tenho e-mail pessoal do Dr. Moita Flores, peço que lhe façam chegar o conteúdo desta mensagem.

Com os melhores cumprimentos.

Helder Sá

(Eleito do PSD na Assembleia de Freguesia de Queijas)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.