Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

LEMBRAM-SE?

FUGA DE CAPITAIS DISPARA EM 2009

Esquecer o passado, é um mau hábito. Neste momento, os reformados e não só, que muitos sacrifícios fizeram para angariar poupanças, estão a ser expoliados para colmatar a incompetência de gestores e políticos. Também a falência bancária!

Ninguém sabe o dia de amanhã. A velhice, as doenças, os azares da vida etc, aconselham o hábito de poupar. Todavia, hoje, os idosos estão a ser roubados nos seus esforços de poupança. Têm dinheiro no banco, praticamente, sem receberem juros. Até o pouco dinheiro  que vem é emagrecido pelos impostos! Esses impostos sobem desalmadamente,e as suas reformas, pagas pelas entidades patronais e trabalhadores, levam facadas pela "surra".

Está-se a dxestruir uma cultura da poupança, injustamente, sem que nos lembremos de um passado não muito distante. Vejamos:

Portugueses colocaram em offshores 12,6 mil milhões, mais 44 por cento que em 2008!

O investimento dos portugueses em produtos financeiros sediados em offshores disparou em 2009: em ano marcado pela maior crise económica e financeira desde a II Guerra Mundial, com o desemprego a atingir níveis nunca registados em Portugal, a fuga de poupanças para os paraísos fiscais ascendeu a 12,6 mil milhões de euros, um aumento de 44 por cento face aos 8,7 mil milhões de euros em 2008.

O próprio Governo, no Orçamento para 2010, reconhece que “a conjuntura económica alimentou a colocação de fundos no estrangeiro que poderiam, de outro modo, estar a ajudar ao relançamento da economia nacional”. Para incentivar o regresso desses capitais a Portugal, o executivo quer aplicar uma taxa especial de cinco por cento, reservada apenas às pessoas singulares, sobre o dinheiro que regresse a Portugal.

CM   28-02-2010

PS: De facto, esta realidade é fruto da forma pouca honesta como o Governo de Sócrates tem tratado aqueles que poupam, e não à conjuntura económica! Se resolverem aplicar a taxa de 5% ao capital entrado, essa é a maneira de todos ou quase todos mandarem as suas poupanças para as offshores, a fim de virem a receber também esses 5%. O Governo vai de mal a pior.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub