Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

Branca de Conta Colaço

 

Filha de Tomás Ribeiro, aceitou a presidência das Festas da Rocha no seu primeiro centenário em 1922.

Artista de fina sensibilidade na arte da palavra escrita e falada, deixou vários trabalhos sobre o Santuário da Rocha, e dele de parceria com o Dr. Tito VESPASIANO, deixou-nos o primeiro opúsculo - monografia.

Publicou trabalhos de muito valor, como as cartas de Camilo a seu pai (120), "Poetas d ' Ontem" e "À Margem das Crónicas", com bastantes referências ao Sítio da Rocha.

De entre as suas poesias, leiamos esta de 1917, dita:

 

             Oração a Nossa Senhora da Rocha por alma de M. Da M.

Ele era o sacristão da freguesia

no tempo em que meu PAE....                                

                                  (Doce passado!)                                         

Apadrinhava quanto baptizado

De gente pobre lá da terra havia.

Tantas vezes o altar iluminado

                                   Vi pelas luzes que ele lhe acendia!

Mas quando se perdeu a Monarquia

De tudo renegou! Fez-se "avançado"!....

...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...  ...

Morreu HONTEM.

  • Senhora Aparecida!

Em nome da saudade enternecida

que é toda a minha infância para mim,

Dai-lhe ingresso nas CÉLICAS bonanças,

                                   - Pela porta das bem-aventuranças,

- Atendendo ao seu péssimo latim.....

....   ....   ....   ....  ....  ....  ....  ....  ....  ....

Aqui, ao Santuário trouxe eufóricas as duas filhinhas, encantadoras meninas angelicamente de branco por dentro e por fora, à solene primeira comunhão em 1915.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.