Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

A MANHOSICE

 

 

Falsificações nos negócios da comida sempre foram comuns no nosso país.

 

Comprar gato por lebre, significa ser enganado por alguém ou algo que você pensa que é uma coisa e na realidade é outra.

Como poderá um povo simples e crédulo defender-se de tanta armadilha?

 

Hoje em dia, tudo isto foi ultrapassado sendo corrente a manha e as armadilhas de toda a ordem serem servidas não num restaurante mas no palco alargado de todo o país!

 

Uma tremenda maldição, assentou em cima dos países, ditos do sul da Europa. A implosão da União Soviética, deixou um Portugal desapossado de um enorme império mas, sobrecarregado com milhares de pessoas e famílias a quem chamaram de “retornados”, precários, funcionários públicos etc.Tudo iguaizinhos a um país no qual o aparelho estatal não investe um tostão. Mas gasta tudo aquilo que uma débil sociedade civil consegue dar ao seu país, mesmo sobrecarregada de impostos a propósito de tudo e do nada.

A isto, muitos chamam de “democratização” e, logo assistimos ao extremismo de uma população que, levianamente tomou a nuvem por Juno! Cantaram louvas ao 25 de Abril, enquanto Portugal, era amordaçado aos conceitos mais esquerdistas sonhados no mundo. Com milhares de retornados e uma onda de nacionalizações fora de moda, o país viu as suas ex-colónias invadidas por russos checos búlgaros, cubanos etc., etc. Por cá, assentou arrais uma crise sem fim à vista!

O mundo assistiu, entretanto, na senda da tal implosão, ao aparecimento de dezenas de novos países e ao desaparecimento das economias colectivistas, da cortina de ferro

Em Portugal ficou, um partido comunista, amigo dos pobrezinhos, a espalhar greves e “esquerdismo” por tudo que havia de lugar! E, a crise que se avoluma, é disfarçada com uma permanente manhosice e uma saborosa governação, que faz prever maiorias absolutas próximas e uma economia ainda mais de rastos!

Por cá, vão ficando sindicatos e sindicalistas, ferozes e esquerdistas, agitadores de profissão e, “claro”, amigos dos pobrezinhos”! Entretanto, todos empobrecemos mais e mais!

As dezenas de países libertados na Europa, vivem hoje em liberdade democrática. E, sem qualquer “bancarrota”, mas o povo nutrir, qualquer paixão, pelos amigos dos pobrezinhos, diga-se “esquerdistas de todo o tipo”!

Assim, enquanto pela Europa mais a norte, com povos mais cultos e não extremistas, a democracia funciona e, de momento, até vota na direita ou extrema-direita, no sul os amigos dos pobrezinhos aprisionaram a votação, de preferência na esquerda e extrema-esquerda. São os casos nomeadamente, de Portugal, Grécia, Espanha e Itália. Nestes países, a democracia e a economia, parecem não funcionar!

O caso mais flagrante surge na Grécia, com dívidas galopantes e eternas, logo seguida de Portugal.

Parece haver crime, se existir uma “Direita” ou uma Extrema-direita tal como existem e são votadas por toda a Europa.Temos assim um país enviesado, atrasado e condenado a uma maioria de gente pobre, pois, os “amigos dos pobrezinhos”, não passam de fantasmas e manhosice e na prática quase não existe qualquer diferença entre o centro direita PSD e o centro esquerda PS!

Porém, tais predicados só serão captados pela maioria dos votantes, com a ajuda da comunicação social, se esta quiser prestar tal serviço ao país, com isenção e veracidade