Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

A HISTÓRIA DA CRIAÇÃO

 

Encontrada nos dois primeiros capítulos do livro do Génesis descreve um começo sobrenatural para a Terra e a vida.

O capítulo 1 descreve a criação do mundo por Deus (Elohim) através da fala divina culminando com a criação da humanidade à imagem de Deus e a designação do sétimo dia como Sabbath, um dia de descanso ordenado por Deus. No segundo capítulo, Deus (Iavé[nota 1]) cria primeiro o homem, na figura de Adão e, depois, a mulher, Eva, que é criada a partir de uma costela de Adão. Termina com uma afirmação referente ao casamento entre o homem e a mulher. A visão do mundo por detrás desta história é o da cosmologia comum no Antigo Oriente Médio[25], que concebe a Terra como disco plano com infinita água acima e abaixo[26][27]. Acreditava-se que o céu era formado por um firmamento sólido e metálico (lata de acordo com os sumérios e ferro conforme os Egípcios) separando o mundo habitado das águas que o rodeavam. As estrelas estavam incrustadas na superfície inferior deste domo, com portões que permitiam a passagem do Sol e da Lua. O disco da Terra era visto como um continente-ilha único, rodeado por um oceano circular, que era ligado aos mares conhecidos - mar Mediterrâneogolfo Pérsico e o Vermelho[25][nota 2] Como mito de criação, é similar a outras histórias da mitologia babilónica antiga, como o Enuma Elish diferindo delas no seu aspecto monoteísta[6][28][29][30][31][32]

As passagens têm uma longa e complexa história de interpretação. Até à última metade do século XIX, elas eram vistas como um contínuo uniforme: Génesis 1:2:6 descrevendo as origens do mundo e Génesis 2:2:25 mostrando uma pintura mais detalhada da criação da humanidade. Estudos modernos observaram o uso de nomes distintos para Deus nas narrativas (Elohim versus Iavé), diferentes ênfases (física versus moral) e divergência na ordem de criação (ex. plantas antes de humanos versus humanos antes de plantas) e concluíram que estes textos possuem origens distintas[33][34], embora estas conclusões não sejam consensuais na comunidade académica[35]

 oentardecer