Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

"O PODER"

É claro, que existem vários tipos de “Poder”, cada qual no seu próprio domínio. Não é, contudo, desses “poderes” que se fala, mas sim, daquele que deve estar mais acima e conter um importante fator chamado autoridade, capacidade de decisão e execução a nível nacional. Sei que dissertar sobre o “Poder” é hoje extremamente difícil, pois ele cada vez mais se parece com o ar. Existe, está por todo o lado, mas ninguém sabe exatamente, onde.

De facto, qualquer Governo está de tal forma condicionado, de uma forma envolvente, que mais não consegue controlar do que parte reduzida desse mesmo “Poder”.

 

A parte, não controlada, ninguém saberá ao certo quem sobre ela terá domínio! Não será de estranhar que seja o mundo da economia ou das finanças.     

 

“ Os Interesses em Portugal são mais fortes que o poder político “.

 

«JORGE SAMPAIO, em entrevista, alerta para a necessidade de reformas de fundo. Presidente da República há cinco anos, Jorge Sampaio diz, que «os interesses em Portugal são mais fortes» do que o «fraco» poder político. Por isso pede aos partidos que vão para além do «eleitoralismo permanente», de modo a avançar com reformas estruturais e evitar a criação de «problemas sérios a médio prazo».                

 

  Diário Económico 26 Dezembro 2000