Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

História do Chocolate

 

Ninguém sabe ao certo quando surgiu e de onde veio, mas todos sabemos que o chocolate veio para ficar.

A origem da dita delícia dos deuses, que segundo os maias do México e da América Central foram os primeiros a consumir o cacau, em meados de 1500 a.C, representa ainda um mistério na história, que vai sendo decifrado aos poucos com pequenos vestígios que surgem ao longo dos séculos. As bebidas achocolatadas, por exemplo, datam do século VI a.C.

Os astecas foram, por sua vez, os primeiros apaixonados por chocolate de que se tem notícia, por volta de 1300 d.C., mas a bebida luxuosa era privilégio apenas dos nobres e guerreiros. Nessa época, as valiosas sementes de cacau eram utilizadas como uma espécie de dinheiro, a especiaria funcionava também como moeda para os astecas e maias e continuou sendo utilizada como dinheiro até meados do século XIX, e a propriedade das árvores de cacau era fiscalizada e controlada pelo governo.

No século XVI, os conquistadores e missionários espanhóis aderiram ao consumo do chocolate, quando a exportação do vinho foi proibida. Criadas pelos colonos espanhóis no México, as primeiras chocolateiras (recipientes para armazenar a bebida) surgiram da importância da espuma para os apreciadores de chocolate da época, que gostavam da bebida que vinha acompanhada de muitas “bolhas”.

No início do século XVII, na sociedade de Chiapas/México, o chocolate era quase um item sagrado e era servido até nas cerimónias religiosas, pois conta-se que as damas não conseguiam ficar o tempo da missa sem a bebida dos deuses. A partir daí, o sucesso do chocolate espalhou-se por toda a Corte Europeia, conquistando a todos que experimentavam a tão falada bebida.

Já no início do século XX, o chocolate ganhou propriedades medicinais, sendo reconhecido como fortificante e ficou também mais acessível a todos, tornando-se um produto comercial e uma forma de combater as bebidas alcoólicas.

A primeira fábrica de chocolates foi construída em 1870, por Émile Menier, com o objetivo de melhorar a qualidade do produto já existente e reduzir o seu preço de custo, conseguindo assim democratizar a especiaria antes restrita às classes mais altas. E no final do século XX, o chocolate já havia invadido e conquistado os quarto cantos do mundo, sendo a China o ultimo país a se entregar aos encantos da delícia de cacau