Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

FEITOR ASTUCIOSO

E dizia também aos discípulos: “ Havia um homem rico que tinha um feitor e este foi-lhe denunciado como tendo esbanjado os seus bens. E tendo-o chamado, disse-lhe: Que ouço de ti? Dá-me conta da tua administração; porque não podereis mais administrar”. Então o feitor disse consigo; Que farei? Porque o meu senhor me tira a administração? Cavar, não tenho força; mendigar, tenho vergonha.

 Sei o que hei-de fazer para que, quando for removido da administração, me recebam em suas casas. E tendo chamado cada um dos devedores do seu senhor, dizia ao primeiro. Quanto deves ao meu senhor? E ele respondeu: Cem medidas de azeite. Então disse-lhe: Toma a tua caução senta-te e escreve cinquenta. Em seguida disse a outro: E tu, quanto deves? Cem alqueires de trigo. Toma a tua caução, senta-te e escreve oitenta.

 E o senhor elogiou o feitor infiel, porque procedeu com esperteza: pois os mundanos são mais hábeis para com os seus semelhantes do que os filhos da Luz. E eu vos digo: Fazei amigos com o dinheiro da iniquidade, para que, quando ele vier a faltar, vos recebam em moradas eternas. “ “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito; e quem é infiel no pouco, também é infiel no muito”.

“Se, pois, vós não fostes na riqueza iníqua, quem vos confiará a verdadeira? Se vós, pois, não fostes fiéis no alheio, quem vos dará o que é vosso?