Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

ESTATIZAÇÃO OU PRIVATIZAÇÃO?

“ENTRE UM GOVERNO QUE FAZ O MAL E O POVO QUE O CONSENTE HÁ UMA CUMPLICIDADE VERGONHOSA”

VICTOR HUGO

Como é que isto se endireitava?
Essa é a pergunta pior de todas, porque não há um único remédio. Não há um elixir. lugar-comum: precisamos de um país empreendedor, de gente com garra, capaz de emergir do choradinho e do fatalismo. Temos de reconhecer que há dois países. O que vive sob a capa da proteção do Estado, que nunca quis fazer nada, e o país da luta, da inovação. Se esse país emergente conseguir rasgar caminho e impor-se sobre o país da lamúria, algum dia nos endireitaremos. Mas não vai ser tão cedo, há um caminho longo a percorrer.
Quando lemos textos antigos, de romancistas a historiadores, percebemos que isto que vivemos parece inscrito no ADN coletivo. Esta propensão para o fado, para o queixume, este estar à beira do precipício.
É ler o Portugal Contemporâneo do Oliveira Martins – está lá tudo. A dependência das famílias do Estado. Toda a gente querer arranjar emprego no Estado para ter segurança. Ninguém quer arriscar. Não haverá empreendedorismo.
MARIA JOSÉ MORGADO

 

A TAP E O MUNDO

A TAP é um caso raro na aviação europeia! As maiores companhias europeias são total ou maioritariamente privadas.

A TAP é a única companhia de bandeira europeia que se mantém totalmente nas mãos do Estado. O perfil da indústria da aviação europeia tem mudado ultimamente, graças a operações de privatização. Agora, os líderes do setor estão praticamente nas mãos de privados. A saber:

_Lufthansa (1997),e ainda absorveu a SWISS da Austrian Airlines, e a belga Brussels.

_ British Airways (1987) e IBÉRIA (2011) fundiram-se (2011) dando origem à IAG.

_ AIR FRANCE e KLM (2004) etc.

 

Segundo um estudo de 2009 da OIAC, depois do predomínio estatal no setor até meados dos anos 80, nas últimas três décadas 135 Estados decidiram privatizar a sua posição em cerca de 200 companhias. Os argumentos foram para reduzir encargos e aumentar eficiência e competitividade.

 

_ De notar ainda, o caso da SAS, companhia de bandeira de três países: Dinamarca, Suécia e Noruega, Que na totalidade detêm os três 50% do seu capital.

_ ALITÁLIA, a compra de 49% por parte da Ethiad (árabes) deverá mudar a sua configuração acionista para o privado.

 

Enquanto isto, em Portugal fazem-se greves altamente penalizadoras e defende-se a TAP nas mãos de um Estado cheio de dívidas!

 

Os políticos de esquerda parecem estar altamente desatualizados e o próprio PS diz que não, mas ...