Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O ENTARDECER

O ENTARDECER

A SOCIEDADE DE LAZER

 VS ROBÓTICA E SINDICATOS

Quem ainda terá vida para poder apreciar e compreender os novos tempos que alguns nos prometem, com a vinda de uma perfeita “Sociedade de Lazer”?

A Europa é o espaço de liberdade e segurança mais evoluído do mundo para ser habitado por homens dignos, livres e esclarecidos.
O oriente está a fazer o seu caminho e encontrar-se-á com o resto do mundo em igualdade de dignidade, mas o percurso vai ser muito longo, sinuoso e contraditório. Todos terão de aprender muito uns com os outros, mas com a humildade dos homens grandes.
A globalização não será a humilhação de uns por outro, mas a procura da igualdade através de todas as diferenças.
A guerra, a fome, a doença, a mordaça, a indignidade são para expurgar da humanidade através da inteligência humana.
O desígnio da humanidade é o prazer de viver. O lazer e o trabalho só têm sentido acompanhados de saudável prazer.

A sociedade do lazer é o futuro.
É forçoso ser livre para contribuir para a felicidade da humanidade e demais seres vivos. Lutemos todos para aumentar e reforçar a liberdade no mundo.

A robótica caminha no sentido de elevar a produtividade mundial, dispensando de libertar o Homem de uma vida de dedicação única ao trabalho empurrando-o, de facto para uma sonhada “Sociedade de Lazer”! Como aceitarão os sindicatos, esta mudança a curto ou longo prazo? Virão para a rua arrastando os trabalhadores que pela primeira vez se começam a sentir livres no mundo? Livres e realmente iguais no confronto com o seu semelhante! Como lutarão contra os robôs, quando estes dispensarem o Homem de tanta canseira e doenças profissionais trazendo-lhe serenidade e tempo para a família e para o próximo? Reagirão com greves, por que não conseguem compreender que o mundo é mudança e para trás irão ficar os tempos da Revolução Industrial? Ou colocarão também os robôs ao serviço dos sindicatos para defenderem os trabalhadores de gozarem por inteiro o seu espaço de liberdade e os anos de vida que Deus lhes der?